Ardente descontrole

Quando o Sol retorna a sorrir para mim
Acariciando meu rosto e pele,
E Eros aquece e derrete meu coração com sentimentos doces
As Horas seguram o fio de nossa ardente paixão.

Quando o frio na barriga retorna,
O toque erótico renasce em mim,
E Deméter aflora em minh’alma,
As Horas seguram este tênue fio.
Será que deveria não ter deitado-me contigo?
Será que deveria repelir estes sentimentos?
Será que vou perder-me em teus olhos?
Que minha anima ajude-me a controlar essa paixão.
Minha vida transformour-se depois de ti
Minha selvageria foi libertada por você.
Você tocou meu instinto, deixando com ele sua essência;
Uma essência ardente e doce, como chocolate com pimenta.
Anúncios

5 comentários sobre “Ardente descontrole

  1. A “História” conta que os apaixonados são insanos e a insanidade faz parta do ser humano, por isso, as “grandes paixões” alucinam e alienam esses apaixonados.

    Obs.: Qualquer semelhança no comentário não é “mera coincidência”…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s