O que faltou?

O amor não é igual…
Não é suficiente.

Amar-te com companheirismo
Não é suficiente.
Amar-te com ternura
Não é suficiente.
Amar-te com amor
Não é suficiente.

Amo com raiva,
Amo sem jeito,
Amo com carência,
Amo sem capacidade.

No fundo te quero
No entanto, não sei dizer
E você também não
Assim termina nossa bela história de amor.

Esse post foi publicado em Alma, Amor, Casamento, Ela, Ele, Eros, Família, Romance, União, Vida. Bookmark o link permanente.

2 respostas para O que faltou?

  1. Louise disse:

    Muito Bonito.<>Muito real.<>Muito doído.<>Doído, doloso, doloroso.<>Não só para os protagonistas,<>Mas também para a coadjuvante.<>Mas a coadjuvante cresceu, virou ADULTA, <>Se tornou propagonista de suas próprias histórias.<>Bonitas,<>Reais,<>Um pouco dolorosas, até.<>E, adulta, descobriu que os protagonistas <>dessa história que se desconstrói, <>não vão se desconstruir.<>A dor vai passar.<>Porque assim é a vida.<>VIDA.<>Que apesar das histórias que doem, <>nunca desiste de oferecer<>novos scripts,<>novos contextos,<>e novos caminhos.<>Para que nunca deixe de acontecer<>novas bonitas, reais e<>doídas histórias de amor.<>Um beijo, Flá.

  2. Paulo disse:

    Quem conseguir ser feliz…

    sem amor…

    que atire a primeira pedra…

    vamos sempre atrás do que é

    enevitável…

    talvez por sabermos…

    que o tempo cura tudo…

    menos o vazio de estar sem ele…

    o amor…claro

    mais palavras par quê..

    um sorriso pa ti🙂

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s