Não sei…

Você reapareceu na minha vida,
Acendeu as chamas de meus sentimentos remotos por você,
No entanto, para quê? Por quê?
Temo que meu coração ganhe uma nova cicatriz, idêntica;
De iludir-me novamente.

Estaria você apenas ludibriando-me?
Brincando com meus anseios e aspirações?

Tínhamos um futuro (será?).
Eu o amava, mais do que a mim mesma.
Queria construir uma vida ao seu lado,
Conquistar o sucesso,
Buscar o equilíbrio e harmonia em nosso relacionamento,
E amar-te plenamente para o resto de meus dias.

Entretanto, estes meus sonhos foram postos abaixo por você
Sim, por você.
Por não ter me amado,
Por não ter sido meu parceiro, meu companheiro.
Não ter me visto.
Então, sim… Eu tenho medo.

Não venha a mim a não ser que me ame,
Pois quero o amor,
Quero carinho e vontade,
Quero companheirismo e cumplicidade,
Quero sentir reciprocidade,
Quero sentir o futuro em seus olhos.

Quero sentir o futuro em suas ações,
E segurança em seus braços.
Esse post foi publicado em Alma, Amor, Ela, Ele, Intensidade, Mulher, Pensamentos, Poemas, poesia, Pureza, questionamentos, Reflexões, Romance, Tristeza, Vida. Bookmark o link permanente.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s